Quando comprei a minha primeira câmara em 2008, tinha a certeza de que a fotografia permaneceria apenas como um passatempo para mim. Agora, sou um fotógrafo profissional. “Nunca diga “nunca”.

Posso acrescentar que divido condicionalmente a minha fotografia em duas direcções: fine-art e natureza. No entanto, reparei numa coisa: esta linha está desfocada com o tempo, torna-se menos perceptível. Talvez desapareça um dia destes.

Pode ver o meu portfólio abaixo. As fotografias de belas-artes estão no item de menu apropriado no topo.

Voltar
« 1 de 4 »